Tiramisù de Avelã

Dos seis meses que vivi em Itália (já lá vão 14 anos) trouxe comigo amigos para sempre, muitas lembranças e fotografias de gente muito doida e de passeios divertidíssimos, o hábito de comer curgetes e beringelas e um caderninho de receitas onde ia escrevendo as coisas novas que aprendia e que provava.

Uma dessas receitas e que nunca mais precisei de ler foi a do tiramisù que adoçou muitas bocas dos meus amigos e familiares ao longo de muitos anos. Por isso, quando encontrei esta receita de tiramisù vegan não descansei enquanto não a fiz, mesmo sabendo que o sabor não seria nem parecido – os únicos ingredientes em comum com a receita original são o açúcar, o café e o cacau. Mas isso é o suficiente para sabermos que estamos a comer tiramisu. Isso e a textura dos biscoitos (neste caso as tostas) molhados em café do creme bem macio. A presença das tostas foi uma surpresa tal que até confirmei com a autora da receita, não fosse eu estar a traduzir mal…

Da primeira vez que fiz esta sobremesa as tostas não ficaram bem molhadas no café – big mistake! Depois voltei a fazer de novo, corrigi esse erro e dividi o creme para experimentar também uma versão com bolachas digestivas em vez das tostas. Fica mais doce e um pouco mais seco. Eu preferi com tostas mas o das bolachas também teve adeptos.

O creme de avelã é mesmo delicioso. Tenho muitos planos para ele!

receita original aqui

IMG_3963

  • 200g de avelãs tostadas
  • 600g de leite vegetal (uso de soja natural provamel)
  • 130g de açúcar (reduzir se usar um leite já açucarado)
  • 20g de fécula de batata
  • 1 c. de chá de agar agar demolhada num pouquinho de água
  • Tostas integrais ou bolachas tipo digestivas
  • Café (açucarado)
  • Cacau puro

IMG_3964

Num processador triture as avelãs com o açúcar (bimby: 1minuto, vel 10).

Junte 200g de leite e triture novamente até fazer um creme (bimby: 1 minuto, vel 10).

Transfira para um tacho, junte os restantes ingredientes e mexa muito bem com uma vara de arames (caso use bimby, não precisa de transferir, junte os restantes ingredientes no copo).

Leve ao lume e e quando levantar fervura, deixe cozer cerca de 10 minutos em lume brando, mexendo sempre com a vara de arames (bimby: 8 min, 90°, vel 4 ).

Desligue e deixe arrefecer até ficar morno.

Para a montagem do tiramisù:

Coloque uma pequena quantidade de creme no fundo de uma assadeira.

Molhe as tostas no café (molhe bem porque, ao contrário dos biscoitos savoiardi, as tostas não absorverem muito o café).

Coloque por cima das tostas uma boa camada de creme.

Alterne as camadas, finalizando com o creme.

Polvilhe com cacau e deixe repousar algumas horas no frigorífico (fica melhor no dia seguinte).IMG_3958 IMG_3960

Anúncios

4 comentários sobre “Tiramisù de Avelã

  1. Depois daquela fotografia tentadora no instagram, tive de vir ver a receita, e guardá-la. E calha bem porque comprei ontem o agar-agar e além das panna cottas de côco (que tenho magicadas na minha cabeça mas ainda não concretiadas) aqui está uma utilização que não me vai escapar.
    Parabéns pelo blog! Ando super entusiasmada com receitas vegan, e por isso descubro mais e melhores blogs. E é tão bom. Um beijinho 🙂
    A Cozinha da Ovelha Negra

    Curtir

    1. Obrigada Teresa! Um elogio vindo dessa cozinha, faz ganhar o dia! É maravilhoso fazer coisas boas sem produtos animais, ainda bem que estás para aí virada. Fico à espera dessas pannas cottas (já estou a salivar só com a ideia)! Beijinho

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s